quinta-feira, 19 de março de 2009

Relatos da Madrugada

O infinito profonado
No quiprocó de palavras nulas
O instinto hormonal
A verdade que se distrai
Entre centenas de amores
Uma única razão talvez
Não entender o sentir
Pois o que terá de ser será
Um sim ou um não, quem sabe
Poderia ser tão fácil e certo
Escolhas erradas sem perdão
Do inconsciente cego, incerto
Destoados do ventre materno
E o não ser na tentativa de ousar ser
Todo dia, em paz, em guerra
No inferno profundo das almas
Com a velocidade da luz
A lentidão de um coração
Princípios ativos
Valores na mão
Máscara de totem
Amor platônico
Amor de perdição

by Tchezar

7 comentários:

  1. Muito Lindo!!
    Vamos fazer um livro!!!

    ResponderExcluir
  2. muito legal
    xD

    se puder
    http://sonabrisa.nomemix.com/

    ResponderExcluir
  3. Isso que époema,um dia eu chego lá!

    ResponderExcluir
  4. Difícil comentar poemas... poesias, palavras lindas, apaixonantes, principalmnte quando se trata de amores platônicos

    [emotions suspirando...]

    abração

    se puder me visitar:

    http://heinostress.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. lindo, mto bom de se ler! parabéns !

    ResponderExcluir