sexta-feira, 8 de maio de 2009

Carta para minha amada

Por vezes me vi perdido
Sem rumo e sem direção
Não tinha coragem, não tinha vida
Nenhuma obsessão, apenas confusão
Naquela noite, resolvi ouvir meu coração
E la no fundo, sua voz suave me despertou
Me disse para seguir as estrelas, não importava a direção
Até encontrar o infinito onde você e meu maior prêmio estarão
Caminhei, caminhei, caminhei
De constelação em constelação
Contando estrelas até chegar ao infinito
Assim conheci o que se chama amor
E no infinito encontrei minha paz
Aquela paz...

14 comentários:

  1. mto legal!


    visite:
    http://webfuel.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Sinceridade???

    EU não gostei muito desse não!!!
    Espero que não fique chateado, pois quer opiniões verdadeiras ... espero....

    Abç.

    ResponderExcluir
  3. A ideia é linda, mas as rimas "ão" cortaram um pouco o ar romântico. De qualquer forma: a inspiração é que vale!

    beijos ;)

    ResponderExcluir
  4. Muito linda a imagem e o post!! *-*
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. liiindo *-*
    adorei msm mt profundo esse texto sempre estamos a procura 'dakela paz'

    ResponderExcluir
  6. aah, eu gostei *.*
    Mto lindo :*

    ResponderExcluir
  7. e nessa linha tênue, quase imperceptível, é onde temos os maiores encontros, que nem sempre é possível

    ResponderExcluir
  8. eu achei que você conseguiu rimar muito bem e manteve o ar romantico, otimo poema

    ResponderExcluir
  9. muito bom cara, ótimas palavras e rimas .... achei muito interessante ele ir crscendo no meio e depois diminuindo, pena que na segunda metade não foi igual a primeira mas ta muito bom, muito legal mesmo .....

    ResponderExcluir
  10. concordo com o 'Plutonauta', acho que a forma que ficou o poema, e o poema em si, é claro, ficaram muito bons! parabéns, e já to seguindo, ok? :*

    ResponderExcluir
  11. tsi, tsi... tem gente que é quadrado mesmo... "poderamentos" seria ponderar a minha maneira, ao estilo próprio... a livre expressão, livre de tudo, sem se prender a regras...

    ResponderExcluir
  12. poema bonito mesmo.eu não ligo muito pra poemas ,mas ele é bom mesmo

    ResponderExcluir
  13. Entendo o sentimento, mas enquanto poema é bem simples... ví outros bem melhores em seu blog.

    ResponderExcluir